Quando dores intensas ocorrem em apenas uma das pernas, vermelhidão, inchaço ou endurecimento da musculatura na região, podem ser sinais de trombose.

Veja os sinais que podem indicar trombose venosa profunda

Quando dores intensas ocorrem em apenas uma das pernas, vermelhidão, inchaço ou endurecimento da musculatura na região, podem ser sinais de trombose. Diante desses sintomas, a primeira coisa a se fazer é procurar um médico. Quanto mais rápida acontecer a visita a um consultório, menores as chances de consequências mais graves.

É importante ressaltar que existem dois tipos de trombose: a arterial, que acontece devido ao desenvolvimento de placas de gordura e formação de coágulos nas artérias, e a Trombose Venosa Profunda (TVP), resultado da formação de coágulos nas veias profundas da perna. Por impedir a passagem do sangue, dor e inchaço são causados no local afetado. No caso da TVP, o coágulo pode migrar para o pulmão e provocar embolia pulmonar.

Técnica minimamente invasiva não deixa sequelas

Atualmente, existem técnicas bastante precisas para o tratamento da trombose. Uma delas é a chamada de “aspiração do trombo”. O especialista em cirurgia vascular, Carlos Alberto Fernandes Costa, explica que “essa técnica permite a aspiração completa do trombo, de forma a liberar a passagem do sangue no vaso sanguíneo.”

Além da precisão, o médico também destaca que o método permite uma rápida recuperação. Evita-se uma internação prolongada e diminui muito as complicações deste tipo de doença. É um procedimento minimamente invasivo, realizado por punção, geralmente na virilha, com a introdução do cateter.

Prevenção é o melhor caminho

Como toda doença, a prevenção é o melhor caminho para evitar a trombose. Ter uma dieta equilibrada com frutas, legumes e verduras é fundamental, assim como a prática regular de exercícios. Ingerir bastante água no dia a dia e evitar o tabagismo, consumo de álcool em excesso e alimentos gordurosos são igualmente importantes. Meias de compressão também podem ajudar, para evitar a trombose profunda, principalmente nos casos que a pessoa ficará na mesma posição por um longo período (como acontece em viagens prolongadas). A atenção deve ser redobrada por quem possui histórico familiar com problemas vasculares.

<