As doenças no coração são mais comuns do que parecem. Mas com algumas atitudes simples podemos evitar uma gama extensa de problemas.

5 hábitos simples que reduzem as chances de doenças no coração

As doenças no coração são mais comuns do que parecem. Mas com algumas atitudes simples podemos evitar uma gama extensa de problemas. Cerca de 350 mil pessoas por ano morrem no Brasil vítimas de arritmias cardíacas, segundo pesquisa realizada em 2019 pelo Ministério da Saúde.

Além de arritmia, doenças no coração como angina instável e estável, infarto, hipertensão e sopro no coração estão cada vez mais comuns no dia a dia das pessoas. O coordenador de cardiologia do Hospital Santa Catarina, Diego Gaia, explica que “a prevenção é a melhor maneira para manter o coração fora de riscos e alguns hábitos simples inseridos no dia a dia podem evitar problemas futuros”.

O especialista elenca cinco dicas que podem reduzir consideravelmente as doenças no coração, veja:

Consumo de alimentos saudáveis

A alimentação saudável é um dos principais fatores para evitar doenças cardiovasculares. O cardiologista afirma que o ideal é investir em frutas e verduras e é primordial evitar o excesso de sal e açúcar. Frituras e alimentos processados devem ser consumidos com moderação. Esses alimentos são verdadeiros vilões, já que podem elevar o colesterol ruim (LDL), um dos responsáveis por depositar gordura na parede das artérias.

Exames preventivos

É importante sempre realizar exames de rotina para o coração, principalmente depois dos 40 anos. Geralmente, antes dessa idade, é indicado procurar um cardiologista caso perceba algum sinal atípico., pois um grande problema poderá ser evitado se agir com antecedência.

Prática de exercícios com regularidade e peso sob controle

De acordo com o especialista, fazer atividades físicas regularmente é benéfico para a saúde no geral. Mas, se tratando de doenças no coração, é ainda mais importante, pois os hormônios como a endorfina liberados pelo organismo após o exercício relaxam a parede das artérias. Com a queda da pressão arterial, a taxa de glicose diminui e o índice do colesterol bom aumenta. O médico recomenda praticar 30 minutos de qualquer atividade física seja uma corrida, musculação ou esportes com bola, no mínimo três vezes por semana.

Fatores de risco

A maioria das mortes por doenças cardíacas poderiam ser evitadas se a pessoa controlasse o colesterol ruim (LDL) do corpo. Portadores ou pessoas com histórico familiar de diabetes e hipertensão devem redobrar a atenção.

Consumo do cigarro

O tabagismo é um dos maiores potencializadores de doenças no coração. Entre as mais comuns causadas pelo fumo estão pressão alta, infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Seguindo essas dicas de hábitos simples no dia a dia, é possível evitar graves doenças no coração. Sempre que perceber algo estranho, procure um especialista e faça os exames preventivos.

<